AFECC (Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer)

Localização e contatos

Razão Social: AFECC – Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer – Hospital Santa Rita de Cássia

Endereço: Av. Marechal Campos, 1579 – Santa Cecilia – Vitória – ES
Telefone: 27 3334-8058
E-mail: afecc@santarita.org.br

www.afecc.org.br
afeccsantarita
afeccsantarita

Objetivo

Educar, prevenir, diagnosticar, tratar, reabilitar, prestar assistência social integrada e reintegrar à comunidade o paciente com câncer.

Perfil da entidade

A Afecc – Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer tem a missão de educar, prevenir, diagnosticar, tratar, reabilitar, prestar assistência social integrada e reintegrar o paciente na comunidade. Somos uma associação sem fins econômicos, fundada em 1952 e que, em março de 1970, inaugurou o Hospital Santa Rita de Cássia, ampliando ainda mais a atenção ao paciente e oferecendo todo o cuidado biopsicossocial necessário à sua plena recuperação. Temos em nossa essência o voluntariado, com toda a nossa diretoria trabalhando de forma voluntária. Na Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia, o paciente é acolhido e atendido de forma integral. Equipes multiprofissionais se revezam na atenção aos cuidados clínicos e emocionais, além de termos programas e projetos voltados para o paciente internado pelo SUS. Dessa forma, conseguimos oferecer toda a atenção necessária para que o tratamento médico tenha continuidade após a alta hospitalar. O paciente internado pelo SUS, após avaliação social para a alta hospitalar, pode receber medicamentos, alimentação proteica e material de higiene, e conta com atividades de reabilitação física e emocional e cursos que ajudam na sua volta ao mercado de trabalho e na melhoria da renda familiar.

Projetos

Arte para a vida: Por meio do Programa Arte para a Vida os pacientes em tratamento de câncer internados no Hospital ou em atendimento domiciliar, junto com seus acompanhantes, são incentivados a realizar trabalhos manuais para ocupar o tempo ocioso e colaborar com a renda familiar e/ou com o Bazar de Fim de Ano da Afecc e com o movimento Outubro Rosa, cuja renda é destinada aos programas sociais da Associação.

Bingo: Realizado diariamente pelos voluntários da Afecc nos setores de hemodiálise e de quimioterapia, o bingo tem o objetivo de proporcionar lazer e diversão para os pacientes, agindo como instrumento facilitador na humanização do atendimento hospitalar.

Bordado e Costura: Esta é uma ação desenvolvida por voluntárias que fazem peças artesanais, como panos de prato, toalhas e caminhos de mesa, peças em crochê, entre outros produtos para arrecadar recursos para os programas sociais desenvolvidos pela Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia.

Celebrando a Vida (Missa): Todas as quintas-feiras, das 15h às 16h, no Auditório do Hospital, são realizadas missas, com participação de pacientes e acompanhantes. Esta é mais uma ação para proporcionar conforto espiritual que se tornou Programa Social em 2017.

Centro de Vivência Casa Rosa: O Centro de Vivência Casa Rosa tem o objetivo de realizar ações culturais e educativas de capacitação profissional, bem como desenvolver atividades ligadas às Práticas Integrativas e Complementares. A ideia é potencializar os talentos e possibilitar a reinserção de pacientes no mercado de trabalho, contribuindo para a geração de renda e para a melhoria da qualidade de vida pessoal e familiar.

Cine Afecc: Programa idealizado pelo Voluntariado, voltado para os pacientes e acompanhantes do Hospital Santa Rita. Toda última quarta-feira do mês, eles desfrutam de uma sessão de cinema realizada no Auditório da Afecc. Os filmes escolhidos são de temática leve e animada. O objetivo do programa é trazer alegria e descontração para o período de internação dos pacientes.

Coral Afecc: Regido por maestro profissional, o Coral conta com a participação de 25 voluntários, que fazem apresentações para os pacientes e seus familiares uma vez por mês em quatro setores do Hospital: ambulatório, radioterapia, quimioterapia e enfermarias do SUS. Em datas comemorativas, como Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia de Santa Rita de Cássia e Natal, o Coral também se apresenta, conforme programação elaborada pela Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia.

Corrente do Bem: Ação, de cunho social, criada em 2017, com o objetivo de reunir, por meio de um grupo de WhatsApp, pessoas dispostas a contribuir voluntariamente com ações para arrecadar recursos, produtos e insumos para os programas sociais da Afecc-HSRC. Esse grupo é acionado sempre que são identificadas necessidades específicas nas ações voltadas para os pacientes do SUS.

GVI: Ação solidária que tem a finalidade de ajudar os pacientes do SUS, internados na Afecc – Hospital Santa Rita de Cássia, a enfrentarem o óbito com mais tranquilidade. Os familiares também recebem o apoio necessário dos voluntários, preparando-os para a aceitação desse momento.

Lanche: Distribuição de lanches para pacientes e acompanhantes atendidos nas unidades ambulatoriais da Afecc – HSRC. O programa é de grande relevância, principalmente, para os que residem no interior do Estado e contam com o serviço das ambulâncias e vans cedidas pelas prefeituras. O transporte é realizado muito cedo e a grande maioria dos pacientes não têm condições de comprar lanches durante a permanência no Hospital.

PAI: Instrumento de intervenção social, por meio do qual a equipe de assistentes sociais avalia a situação familiar e de risco social dos pacientes atendidos pelo SUS. Além de consulta social, realiza atendimento psicológico, tratamento de radioterapia e quimioterapia, locomoção de pacientes, fisioterapia, exercício para reabilitação. Assim como, atende o paciente com doações de medicamentos, material para curativos, fraldas geriátricas, dieta proteico calórica, vale transporte e lanches, com o objetivo de facilitar a adesão ao tratamento, prevenindo a evasão decorrente da falta de recursos financeiros.

PREMMA: O Premma, criado em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo e a Afecc-Hospital Santa Rita, tem como proposta sistematizar o atendimento à mulher mastectomizada (que precisou retirar a mama) de modo interdisciplinar e fundamentado nas habilidades específicas de cada área do conhecimento em saúde. O grupo é constituído de mulheres mastectomizadas, encaminhadas por profissionais de saúde do Hospital Santa Rita de Cássia em sua maioria procedentes do Estado do Espírito Santo. Essas mulheres são inscritas depois do diagnóstico clínico com o objetivo de inseri-las no processo de cuidado integral, por meio de diversas atividades procurando reintegrar a mulher no mercado de trabalho, resgatando a sua autoestima.

Radio Leitura: Como iniciativa do Grupo Técnico de Humanização (GTH), para minimizar o estresse e o desconforto causado pela radioterapia em pacientes submetidos ao tratamento de câncer, também em 2018 foi criado o projeto social Rádio Leitura. Livros com temas alegres e de fácil leitura são disponibilizados no Setor de Radioterapia, valorizando, dessa forma, momentos de descontração e trazendo a magia da leitura para o universo hospitalar. Uma estante com livros fica à disposição dos pacientes e seus acompanhantes para serem lidos na sala de espera e também para empréstimo durante o período de tratamento.

Querer Bem: Por meio do Programa Querer Bem, a Afecc busca cumprir sua missão de educar, prevenir, diagnosticar e tratar precocemente o câncer de mama, realizando palestras, exames e consultas para detecção precoce da doença. O Programa, desenvolvido em parceria com o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), é realizado em três etapas: palestras sobre prevenção, detecção precoce e tratamento do câncer; realização de exames de mamografia e de ultrassonografia; e o encaminhamento para consultas no Ambulatório Ylza Bianco. Médicos ginecologistas/oncologistas da Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia participam do Querer Bem desde a primeira etapa, ocasião em que ministram as palestras e passam as orientações a respeito da detecção precoce do câncer de mama. As pessoas atendidas no Programa Querer Bem são de municípios onde o Sicoob possui agência. O Sistema de Cooperativas participa na divulgação das palestras, no incentivo à prevenção do câncer e providencia o transporte dos interessados em realizar os exames e as consultas na Afecc – Hospital Santa Rita de Cássia.

Transformação e Vida + Peruca: Realizado no Salão de Beleza da Afecc, localizado ao lado da Casa do Voluntariado, o Programa propicia aos pacientes internados o acesso a cuidados como lavagem, cortes de cabelo e de barba, massagens e escovas. A ação conta com cabeleireiros e barbeiros que prestam atendimento voluntário para a Afecc e, dessa forma, colaboram para aumentar a autoestima dos pacientes.

Visita nas Enfermarias: O que anteriormente era realizado de forma rotineira por voluntários após suas atividades, também voluntárias na Afecc-HSRC, evoluiu para um Programa Social. São as “Visitas nas Enfermarias”, que desde 2017 passaram a ser oficialmente realizadas por um grupo de voluntários para proporcionar companhia e mais atenção aos pacientes internados.

Viva Sorrindo: Semanalmente, no horário noturno, são realizados shows musicais, com artistas locais consagrados, no auditório do Hospital. O público é formado por pacientes internados pelo SUS e seus acompanhantes, objetivando proporcioná-los momentos de diversão e relaxamento, auxiliando no enfrentamento do período de internação. A equipe é formada por assistentes sociais, coordenadora do voluntariado e voluntários da Afecc Durante o ano, foram realizadas atividades em datas comemorativas, tais como festa junina no auditório do Santa Rita e confraternização de fim de ano, no refeitório do Hospital.

Viva Voz /Coral: Programa que reúne pacientes que perderam as cordas vocais devido o câncer de laringe. Eles participam de atividades de reabilitação psicossocial, com reuniões quinzenais no Ambulatório Ylza Bianco, possibilitando que se conheçam e troquem experiências. O Programa também realiza atendimentos com a orientação multiprofissional, envolvendo psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais, médicos e enfermeiros. Os pacientes recebem instruções e realizam exercícios para desenvolver a capacidade de comunicação por vias alternativas, como a voz esofágica e uso do laringofone. O sucesso do tratamento levou à formação do Coral dos Laringectomizados que, além de exercitar a voz com o canto, incentiva outros pacientes.